segunda-feira, 18 de maio de 2015

EMPRESAS FAMILIARES: Respondendo Questões e Clareando Conceitos nas Empresas Familiares

Prof.João Mariano de Almeida

O que é uma  Empresa Familiar ?

Embora sem consenso geral, consideramos como empresa familiar, qualquer negócio, seja comércio, indústria, serviços, em cuja formação societária haja parentesco entre as pessoas que compõem o contrato social. Mas também consideramos como empresa familiar, negócios onde dois ou mais parentes são sócios e outros trabalham como funcionários, pelo fato da relação destes com os sócios ser completamente diferente dos demais funcionários sem parentesco, mesmo que isso oficialmente não seja admitido.

Quais os Principais Conflitos que Ocorrem numa Empresa Familiar ?

  • de poder, entre membros da família, em que alguns tentam obter o mando a ferro e fogo.
  • de papéis, distorção entre papel familiar, pessoal e profissional.
  • de aptidão, confusão entre aptidão pessoal e negócio familiar.
  • de visão, entre gerações, conservadora ou avançadas.

Quais os Critérios para Entrada e Saída de Familiares na Empresa Familiar ?

  • vontade e disponibilidade para entrar no negócio familiar.
  • formação compatível com o tipo de atividade da empresa.
  • capacidade econômico-financeira da empresa para absorver as novas gerações de familiares.
  • estabelecer o código de ética e normas para uso dos recursos pessoais, materiais e financeiros.
  • alinhar metas pessoais e profissionais e manter-se na empresa enquanto a relação for positiva e produtiva.

Em que Fase é Importante  Pensar em Sucessão na Empresa Familiar ?

  • na fase em que os herdeiros já tiverem compreensão do “negócio familiar”, pois  alguns com cerca de 12 anos já entendem com clareza os papéis a serem exercidos na empresa familiar, enquanto outros, com o triplo essa idade ainda não noção precisa das responsabilidades em dar continuidade aos negócios nas próximas gerações.
  • quando os proprietários ou sócios sentirem que suas metas pessoais em relação aos negócios familiares foram atingidas e superadas e poderão partir para novos desafios, abrindo espaço para  novas gerações assumirem.
  • de forma preventiva, à medida que a geração atuante esteja envelhecendo, para que haja continuidade da gestão familiar.

Qual a Diferença entre Sucessão e Transição na Gestão Familiar ?
  • a sucessão, se pressupõe, que alguém foi substituído de forma definitiva, com desligamento completo da empresa,  embora não seja uma regra geral definitiva, já que em muitos negócios, o sucedido vai para o Conselho de Administração, permanecendo disponíveis para consultas, para orientação. Parece dar a impressão de descarte da geração anterior, para que a nova assuma.
  • a transição,  muito usual nos supermercados, é um processo mais suave, em que os herdeiros começam a fazer parte dos processos de gestão e decisão muito jovens e vão sendo envolvidos em maiores responsabilidades naturalmente, enquanto os pais ainda comandam os negócios.   Até que chega um momento, em que já está preparado para comandar lojas, redes e até mesmo o próprio negócio, enquanto a geração anterior permanece ainda disponível para consultas e  orientação. Parece permitir a convivência entre as gerações dirigentes, sem a idéia de descarte da anterior, mas de complemento entre elas.



Como Áudiolivros ou Livros focando Gestão Familiar de Negócios,  Poderão Ajudar na Profissionalização ?

  • fornecendo informações que levarão as pessoas que participam da empresa, a refletir, a questionar seus valores e posturas pessoais e profissionais.
  • encurtando os caminhos para a profissionalização, com dicas para resolver conflitos que poderiam destruir a empresa familiar.
  • facilitando o treinamento e capacitação dos herdeiros, com dicas práticas, direcionadas, focando negócios que deram certo ou não, como empresa familiar.
  • minimizando os conflitos, pela dimensão real dos mesmos, vistos sob ótica profissional e não pessoal, quando uns vêem os fatos maiores do que são na realidade.
  • servir de ferramenta para consultas eventuais, pelos pais, filhos, diretoria, enfim, uma rica e saudável fonte de consultas, que permitirá como no caso dos áudiolivros, serem ouvidos junto com os sócios ou parentes, várias vezes, repetindo a faixas de acordo com a importância dos temas, até que haja consenso nas decisões a serem tomadas pelos participantes.


Leu? Gostou? Compartilhe!

Autor: Prof.João Mariano de Almeida, pós em Rh, mestrando em Gestão de Negócios, atuando desde 1981 em PMR-Projetos de Melhorias de Resultados (Produtividade/Qualidade/Processos, RH/Avaliação Desempenho/Política Salarial/Plano de Carreira/PPR-Participação nos Resultados /  Reduzir Custos/Desperdícos, Marketing/Vendas/Gerar Novos Negócios, Formar e Reciclar Lideranças e Programas Motivacionais), em negócios familiares. É autor dos áudiolivros “AS 10 Dicas para o Sucesso da Empresa Familiar” e “Sugestões para Solucionar Problemas na Gestão Familiar”, já disponíveis na região. Realiza também palestras com fins sociais, para recolher alimentos e doar para asilos e outras entidades sociais. Cel. (17) 9-9702-1007 / pmr.mariano@bol.com.br

Postar um comentário